domingo, 31 de março de 2013

Sentindo a dor...

Esse fim de semana,passei por dois acontecimentos tristes...a partida inesperada da minha Prima Linda Margareth e a partida do meu Amiguinho cão (despelado,ou Nenê)...a vida segue...eu sei...mas segue mais triste...não adianta mentir que não esta doendo...que não machucou,pois seria me enganar...amanhã é segunda feira...tudo recomeça novamente...a dor vai ficar...as lembranças...enfim...conviver com a alegria é muito fácil...aprendemos rapidinho...mas a tristeza a saudade....ah...quem derá pudessemos aprender sem tanto sofrimento!!!
Que esses dois seres especiais sejam acolhidos...e nós que ficamos por enquanto aqui...que consigamos seguir...consolados de que a vida não é só isso o que vivemos aqui,que existe uma razão para tudo,embora seja dificil compreender.

6 comentários:

Aldaneire disse...

Ô Cris, o Peladinho também partiu? Que tristeza...Mas vamos pensar que os dois estão bem e que a dor e saudade serão apaziguados a cada dia.
Beijos, te ligo hoje a noite tá?

Valéria Gama Rezende disse...

Cris, querida, idas e vindas fazem parte da vida... eu sei o que é isso, quantas pessoas amadas eu tive que dar adeus ( meu pai e minha vó Tita, então...) mas a própria vida se encarrega de nos fortalecer, e o sol volta sempre, a alegria sempre volta, no presente que ganhamos de Deus na forma de novos amigos, de novos amores!! E assim a vida continua bela!!! Força aí, amiga!! E conte comigo sempre!!Bjs!!

Cristina disse...

Oi Tia Tatinha...não sei lidar com essas emoções...quero brigar com o mundo...gritar,chutar,sei lá...oh vida!!!Obrigada Perniquinha!!!Bjs

Cristina disse...

Minha Querida Amiga Valéria!!!Eu te admiro muito...sei como tem sido forte,você é uma luz para mim!!!Muito obrigada por suas palavras!!!Vou gradá-las no meu coração!!!Um beijo beeeeeemmmm grande!!!

Raysla Camelo disse...

Eu não deveria comentar aqui porque, pra mim, essas partidas são sd icógnitas mais duras, sobretudo por causa da saudade, é muito ruim sentir saudade e não poder pegar uma espaçonave rumo ao céu pra encontrar quem já se foi, mas ao mesmo tempo eu prezo muito essa mesma saudade que machuca, porque é ela quem eterniza as pessoas que amamos, nas lembranças, no afeto e ternura que sentimos ao nos lembrar delas, então podemos respirar fundo e finalmente sorrir, sorrir porque tivemos a grande honra de tê-las em nossas vidas.
Te digo isso como se disse a mim mesma. Por que eu sinto uma falta imensa do meu avô.

Força!
E um beijo!

Cristina disse...

Raysla...muito obrigada,acho que você expressou muito bem esse sentimento...é assim que eternizamos quem amamos!!!

Um beijo